FALE CONOSCO
49 98875-5236
Central de Atendimento
(49) 3304 4757 . sac@nutrir-sc.com.br
Postado em 27 de Abril de 2020 às 16h08

GLUTAMINA A FAVOR DO SISTEMA IMUNE

SAÚDE (62)
  • Nutrir Nutrição Enteral e Suplementação -

A glutamina é o aminoácido livre mais abundante do organismo, sabe-se que muitos tecidos e células do organismo utilizam altas taxas de glutamina para exercer suas funções.

Das funções da glutamina no organismo:
• Atua como combustível primário para a proliferação celular, como as células da mucosa do intestino e do sistema imune, potencializando as células envolvidas no sistema imunológico e garantindo o trofismo intestinal, além da redução de infecções;
• Precursora da síntese de diversas substâncias, como a glutationa, mais importante antioxidante intracelular, elevando a defesa antioxidante;
• Participa no transporte de nitrogênio entre os tecidos, melhorando, assim, o balanço nitrogenado;

De forma sucinta, a glutamina atua de forma direta no sistema imunológico, como “fermento” para as células de defesa, também de forma indireta, garantindo a integridade da mucosa intestinal, impedindo a translocação bacteriana, promovendo fortalecimento do sistema imunológico.

Quando esse aminoácido tão importante, se encontra em quantidades reduzidas na circulação sanguínea, podem ocorrer prejuízos ao organismo: atrofia da mucosa intestina, alteração da permeabilidade da membrana, translocação bacteriana, redução da síntese de glutationa, alterações no sistema imunológico.

Como a glutamina é classificada como um aminoácido condicionalmente essencial, significa que em determinadas situações clínicas, de alto impacto metabólico (processos cirúrgicos, traumas, infecções) em que, a quantidade produzida pelo organismo de glutamina não supre as demandas metabólicas internas, sendo necessária sua ingestão por meio de fontes alimentares, e/ou suplementação.

A glutamina por ser um aminoácido, está presente em alimentos de origem animal, porém em poucas quantidades, por exemplo: em 100g de ovo vamos encontrar 0,6g de glutamina, em 100g de carne, vamos encontrar 1,2g de glutamina, em 100ml de leite, vamos encontrar 0,3g de glutamina. Por esse motivo, para suprir a recomendação de glutamina ao dia, se faz necessária sua suplementação.

Dosagem recomendada: 20g/dia ou 0,3 – 0,5g/Kg/dia e crianças 0,5g/Kg/dia;

Contraindicação: falência hepática e comprometimento renal;

Tempo de tratamento: Determinado pelo profissional de saúde, no mínimo 7 dias, com recomendação de 30 – 60 dias;

Sugestão de consumo: Sucos, Iogurtes, batidas de frutas, caldos, sopas, purês, lembrando que a glutamina é sem sabor.

Ficou interessado? Acesse o link https://www.nutrir-sc.com.br/_loja_/p/46158/glutamax-sache

Veja também

A ALIMENTAÇÃO DURANTE A QUIMIOTERAPIA 09/07/18 Uma alimentação nutritiva é sempre vital para que o organismo funcione melhor. A boa nutrição é ainda mais importante para as pessoas que estão em tratamento de câncer. Quem come melhor tem mais capacidade de vencer os efeitos colaterais e de enfrentar, com êxito, as sessões de quimioterapia.  Uma alimentação saudável......
SÍNDROME DO INTESTINO CURTO28/03/19 A Síndrome do Intestino curto é uma desordem causadora de má absorção, decorrente da remoção de uma grande parte do intestino delgado. Esse procedimento cirúrgico geralmente ocorre devido a doença......
DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS NA DOENÇA CELÍACA05/08/16 A doença celíaca (DC), enfermidade imunomediada e permanente ao glúten, é caracterizada por inflamação crônica da mucosa e submucosa do intestino delgado, ocasionando atrofia total ou subtotal das vilosidades......

Voltar para BLOG