FALE CONOSCO
49 99122.9001
Central de Atendimento
(49) 3304 4757 . sac@nutrir-sc.com.br
Postado em 15 de Agosto de 2016 às 16h22

IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO ENTERAL DOMICILIAR

BEM-ESTAR (8)
  • Nutrir Nutrição Enteral e Suplementação -

Quando o paciente tem alta hospitalar mas continuará a utilizar a nutrição enteral em casa, muitos cuidados devem ser redobrados para garantir uma boa nutrição. A nutrição enteral, quando administrada corretamente, previne a desnutrição, fornece nutrientes em quantidade e qualidade necessários ao organismo, além de evitar a reinternação hospitalar e as complicações inerentes à desnutrição, como por exemplo, a maior susceptibilidade à infecções e o aumento das úlceras por pressão.

MAS O QUE É A NUTRIÇÃO ENTERAL?

A nutrição enteral é administrada quando a alimentação pela boca (oral) não é suficiente para atingir os requerimentos nutricionais ou é impossível de ser realizada. Portanto, a sonda nasoenteral, que é um tubo fino, macio e flexível, é introduzida, podendo ser passada do nariz até o estômago ou do nariz até o intestino delgado. Uma alternativa para quem vai ficar por um período mais prolongado com o uso da sonda nasoenteral, é realizar um procedimento cirúrgico que consiste em um orifício artificial criado na altura do estômago, através da parede abdominal, chamado gastrostomia ou um outro procedimento também cirúrgico realizado da mesma forma no intestino, chamado jejunostomia. A nutrição enteral é administrada diretamente no estômago ou no intestino através destes procedimentos.

EVITANDO OBSTRUÇÃO DA SONDA NASOENTERAL E O USO DE MEDICAMENTOS
Problemas de obstrução da sonda (entupimento) podem ser evitados com administração correta da medicação e lavagem adequada. Alguns pontos devem ser levados em conta para minimizar problemas, dentre eles:

  • Dê preferência aos medicamentos na forma líquida, nunca misturando-os diretamente na dieta enteral;
  • Triture os comprimidos até obter um pó fino e misture com 30ml de água. Aspire o conteúdo em uma seringa e injete diretamente na sonda;
  • Administre os medicamentos separadamente evitando incompatibilidade entre eles;
  • Quando o medicamento for preparado em seringa para ser administrado pela sonda, empurre o êmbolo da seringa lentamente, pois uma pressão excessiva pode ocasionar danos à sonda.

Lavar as sondas antes e depois da administração dos medicamentos é recomendado e implica em menos complicações quando estas são lavadas apenas após a administração dos medicamentos.

Fonte: Manual de Nutrição Enteral Domiciliar Abbott Care

Veja também

IMUNONUTRIÇÃO INFANTIL05/10/16 Na fase pré-escolar, as defesas naturais da criança ainda estão se desenvolvendo. Existem nutrientes que atuam no organismo de forma a fortalecer estas defesas naturais, chamados de Imunonutrientes. Conheça aqui quais são os imunonutrientes:...
AQUELE DESCONFORTO CHAMADO DIARREIA29/03/19 A sequência de três evacuações ou mais, de fezes líquidas ou semi pastosas, é classificada como diarreia. Durante esse processo o organismo perde muitos eletrólitos (pincipalmente sódio e potássio)......
PACIENTES EM PROCESSO DE CAQUEXIA30/01/19 A caquexia é definida como um grau excessivo/muito elevado de enfraquecimento ou emagrecimento, associado, principalmente a patologias como câncer, AIDS ou insuficiência cardíaca. Esse processo ocorre quando a ingestão de......

Voltar para BLOG